Eduardo Rocha

Eduardo Rocha nasceu na fronteira, em Dom Pedrito/RS, divisa do Brasil com o Uruguai, vem da amplidão do Pampa gaúcho, onde se unem duas pátrias. Fez dessa vastidão e de sua intimidade a matéria-prima para sua arte.

O homem, o cavalo, a natureza, as marcas ancestrais do tempo. Fotógrafo e publicitário, mas sobretudo um olhar aguçado para as coisas essenciais da terra e sua gente. Andou por países como Uruguai, Argentina, Chile, Peru, Canadá, África do Sul, Estados Unidos e Mongólia. Fez, nesses lugares, retratos que revelam sua essência: assombro e acolhimento do homem diante da força e do útero do ambiente. Juntou elementos de campo, mato, aguadas, pelos, montarias, olhares e mãos calejadas.

Mora em Porto Alegre desde 2000. Fez da fotografia um modo de vida. Uma mistura de paixão, prazer e aventura. Profissionalmente, tem seu trabalho publicado em diversos meios desde revistas à gabinetes e paredes consulares. Faz também da fotografia um movimento. Dedica-se à pesquisa e opera nos diferentes meios digitais, com criação, edição e produção.

Move-se pela busca constante por imagens e reflexos do que é mais fundamental: o homem diante de si mesmo, do outro, da natureza. Tem a fotografia como espelho, indagação, procura. E a aventura humana que recomeça a cada nova imagem.